Os principais fatores de risco para a obesidade

Tempo de leitura: 2 min

Escrito por Corpo Saúdavel - Emagrecendo com Saúde
em 22 de janeiro de 2022

Obesidade infantil: dados oficiais e fatores de risco | Blog do Educamundo

No Brasil, mais de 75 milhões de pessoas estão acima do peso, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O problema dos quilos extras é que eles podem levar a quadros graves de saúde como a obesidade. A doença, por sua vez, é capaz de acarretar outros malefícios ao organismo, como hipertensão, problemas cardiovasculares e diabetes. Por todos esses motivos, manter-se bem informado – conhecendo os fatores de risco para a obesidade, suas consequências e medidas preventivas – é o primeiro passo para se cuidar. Afinal, o que comemos e o que fazemos pode atrair, ou afastar, esse problema.

“A obesidade é uma doença caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal. Muitas vezes há alterações metabólicas que dificultam o indivíduo de alcançar objetivos. Daí a necessidade de procurar um nutricionista, pois ele identifica os principais fatores que desencadeiam o processo da obesidade e intervém, individualmente, em cada paciente, realizando educação nutricional junto à outros profissionais”.

Uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos pode controlar a doença, que é considerada crônica. A nutricionista Thayse Cavalcante ressaltou que a prevenção da obesidade desencadeia na conscientização de se aderir um estilo de vida saudável.  “Devem ser evitados alimentos ricos em gorduras saturadas e carboidratos simples, como frituras, industrializados, açúcares, refrigerante, entre outros. Os alimentos que devem ser incluídos diariamente são os naturais como frutas e verduras, grãos integrais, proteínas e gorduras insaturadas como abacate, azeite e castanhas. Todos esses alimentos aumentam nossa saciedade e garantem ingestão de vitaminas e minerais fundamentais para o bom funcionamento do organismo”, salientou.

Também é importante a ingestão adequada de água, segundo informou a nutricionista. “A água, além de aumentar a saciedade, torna o corpo bem hidratado o que auxilia no combate à inflamações e agentes agressores ao organismo, aumentando a imunidade e permitindo que as reações químicas aconteçam de maneira eficaz”,

dicas da nutricionista:

– Todas as escolhas alimentares contam. Comer saudável é uma jornada moldada por muitos fatores;

– Um plano alimentar saudável pode incluir: variedade de legumes, frutas e grãos integrais, produtos lácteos sem gordura ou com baixo teor, alimentos proteicos, nozes, sementes e alguns tipos de óleos;

– Realizar atividades físicas é fundamental, de preferência com acompanhamento de um profissional de educação física;

– Tornar as escolhas saudáveis um hábito para a vida;

– Checar o rótulo dos alimentos;

– Diminuir o tamanho das porções de alimentos;

– Atentar-se aos dez passos para uma alimentação adequada e saudável presentes no Guia Alimentar da População Brasileira.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Outros artigos de interesse

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Junte-se à nossa lista de subscritores

Entre para a nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade