Arquivo mensais:janeiro 2022

Dieta mais eficaz para reduzir a gordura no fígado

Conheça as frutas que vão te ajudar a combater a gordura no fígado e evitar  a cirrose hepática - Cidadeverde.com

O fígado é um dos órgãos mais importantes do corpo humano. É ele quem regula os nutrientes como carboidratos, proteínas e lipídios, além de armazenar substâncias e lidar com hormônios. Mas quando há um acúmulo de gordura nele, é preciso se atentar para não ocasionar em problemas de saúde.

E uma solução para lidar com a gordura no fígado por meio da alimentação pode estar em uma famosa dieta da moda: a cetogênica.

Mudanças internas

Como resultado, a dieta cetogênica proporcionou uma redução significativa na ingestão de carboidratos pelos participantes da pesquisa, porém a quantidade de lipídeos e proteínas se manteve estável, o que levou a uma redução das calorias totais ingeridas.

O peso corporal reduziu em média 3 kg. Os triglicerídeos de dentro do fígado foram reduzidos, já a rigidez do órgão não foi alterada.

Com isso, os cientistas concluíram que a dieta cetogênica por seis dias pode diminuir acentuadamente o conteúdo de gordura hepática e a resistência hepática à insulina. Porém,  mais estudos são necessários para comprovar os efeitos da dieta cetogênica a longo prazo.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Magro doente e obeso saudável

Obesidade se previne com dieta? - Abeso

Na sua família ou em seu ciclo de amigos, provavelmente você já deve ter visto casos de pessoas que são muito magras, mas ainda assim possuem doenças como colesterol e diabetes. Ou então, que estão acima do peso, mas se mantêm saudáveis. Afinal, como isso é possível? O assunto ainda rende muitas discussões, inclusive no meio científico. Os nutricionistas costumam chamar essa situação de “estado metabolicamente saudável” que representa um caso em que o excesso de peso não apresenta riscos eminentes à saúde.

Entenda a seguir um pouco mais sobre esse assunto:

4 dúvidas sobre estado metabolicamente saudável

Entenda sua relação com a obesidade.

O que é?

O estado metabolicamente saudável, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, consiste em pessoas que estão acima do peso, mas que mantêm um perfil metabólico saudável, ou seja, não desenvolvem doenças e comorbidades relacionadas à má alimentação e ao sedentarismo.

Como uma pessoa consegue esse estado?

Não existe uma fórmula mágica que faça com que pessoas obesas continuem metabolicamente saudáveis. Um estudo publicado pelo Obesity Facts comparou pessoas com obesidade metabolicamente saudável e com obesidade metabolicamente não saudável. Como resultado, os pesquisadores apontaram que as causas desses estados variam de acordo com diferentes definições de obesidade e dos distúrbios metabólicos em cada pessoa, como colesterol, triglicerídeos, pressão alta, idade, sexo, entre outros. Além disso, os pesquisadores reforçam que a definição de obesidade é uma só, e não possui abertura para outras definições.

É importante mantê-lo?

Segundo um estudo publicado no periódico Medicine, indivíduos obesos com saúde metabólica correm um maior risco de avançar para um estado não saudável. Portanto, é necessário aconselhar essas pessoas a manter ou adotar um estilo de vida saudável, de modo a contrabalancear os efeitos adversos da obesidade. Ou seja, é importante manter o estado metabolicamente saudável, mas mais do que isso, é fundamental lutar contra a obesidade para que a pessoa não faça parte do grupo de indivíduos metabolicamente não saudáveis. Por fim, vale lembrar que a obesidade, por si só, já é um estado inflamatório, o que já é um risco para quaisquer alterações metabólicas.

Quais riscos à saúde alguém com um estado metabolicamente saudável pode ter?

De acordo com o artigo da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a obesidade ainda é reconhecida como um fator de risco importante no desenvolvimento de várias complicações metabólicas. Por isso, pessoas que apresentam um perfil metabólico saudável ainda podem estar suscetíveis a doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol alto, hipertensão, entre outras comorbidades.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

jejum intermitente ajuda ou não ajuda a perda de peso?

Dieta do jejum intermitente fez um grupo de pessoas perder 15% de pura  GORDURA em 2 meses - VIX

Nos últimos anos, novas estratégias para o controle da alimentação foram surgindo, e com isso, a busca pelo emagrecimento saudável cresceu. E uma dessas abordagens é o famoso jejum intermitente, dieta em que os adeptos jejuam ou têm uma alimentação bastante restrita por determinados períodos ao decorrer do dia. Ao aderir essa dieta, a intenção de muitas pessoas é a perda de peso, mas será que ficar tanto tempo sem comer realmente funciona para reduzir os quilos na balança?

O que a ciência já sabe

Um estudo publicado no periódico American Journal of Clinical Nutrition apontou que uma alimentação restrita no início do dia pode trazer benefícios ao metabolismo dos homens, como por exemplo, uma melhora na sensibilidade à insulina. A estratégia ainda pode aumentar a glicose do músculo esquelético e a captação de aminoácidos importantes, como o BCAA.

A nutricionista Cristiane Verotti reforça que o jejum intermitente é uma estratégia nutricional válida e que pode ser utilizada para conquistar benefícios à saúde. No entanto, como uma forma de emagrecimento, ele não se mostra superior às dietas de restrição calórica.

“Uma possível explicação é que as pessoas costumam ficar 16 horas em jejum, por exemplo, e na janela que elas têm para se alimentar de oito horas, muitas vezes o consumo de calorias é inferior às necessidades energéticas totais. Ou seja, não deixa de ser feita uma dieta hipocalórica e, nesses casos, há perda de gordura”, exemplifica a nutricionista.

Jejum intermitente x perda de peso

A nutricionista reitera que antes de seguir uma restrição calórica, o ideal é procurar um nutricionista para que sejam avaliadas a individualidade e a necessidade de cada paciente para ser prescrito jejum. “Existem pessoas que preferem não tomar café da manhã e ficam bem fazendo a primeira refeição às 14 horas, por exemplo. Nesse caso, o jejum intermitente pode ser indicado”, sugere.

Ela conclui explicando que o jejum intermitente pode estimular a reeducação alimentar e a dieta hipocalórica aliada à atividade física. Mas, por outro lado, também pode desencadear comportamentos alimentares compulsivos. Portanto, ter uma mudança no estilo de vida ainda é a melhor estratégia para perda de peso.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Alimentação saudável é melhor do que só perder peso

É possível emagrecer apenas com reeducação alimentar? – DatBaby

Quando se fala em emagrecer de forma saudável, muita gente recorre a dietas, suplementos e outras formas de perder peso, sem se preocupar com o preço a ser pago. Por outro lado, há quem prefira seguir uma alimentação mais equilibrada, independentemente do resultado ser a curto ou longo prazo. Afinal, entre as duas opções, existe uma mais indicada? Um estudo mostrou a resposta.

De acordo com um estudo feito pela Universidade de Uppsala, na Suécia, ter uma alimentação saudável pode ser mais benéfico do que apenas perder peso.

Mais de 79 mil homens e mulheres com idade média de 61 anos foram acompanhados ao longo do estudo, por cerca de 20 anos. O IMC foi categorizado em peso normal, sobrepeso e obesidade. Já a adesão à dieta tipo mediterrânea foi avaliada por meio de pontuações de acordo com hábitos alimentares. O grupo consumiu alimentos como legumes, frutas, nozes, grãos integrais e azeite de oliva, além de peixe e laticínios fermentados.

Também foram observados outros fatores como nível de escolaridade, estado civil, exercício físico, altura, ingestão energética, hábito de fumar, índice de comorbidades e diabetes.

Alimentação saudável x perder peso

Como resultado, aqueles que seguiram a dieta mediterrânea, mesmo os que estavam com sobrepeso, tiveram um menor risco de mortalidade por doenças relacionadas à obesidade em comparação a quem reduziu os valores do IMC por outros métodos.

Com isso, a pesquisa sugere que a qualidade da dieta modifica a associação entre o IMC e todas as causas de mortalidade em mulheres e homens.

Porém, os cientistas também alertam que uma alimentação saudável pode não ser o suficiente para prevenir o risco de mortalidade por doenças cardiovasculares em pessoas que estavam no grupo de obesidade, e nesses casos, é preciso ter acompanhamento médico e nutricional para cada paciente.

Conclusão: emagrecer de forma saudável, por meio de uma dieta equilibrada, é a melhor opção. Contar com o respaldo de um nutricionista para elaboração de plano alimentar personalizado e manter bons hábitos como prática regular de exercícios físicos também beneficia a saúde.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Os principais fatores de risco para a obesidade

Obesidade infantil: dados oficiais e fatores de risco | Blog do Educamundo

No Brasil, mais de 75 milhões de pessoas estão acima do peso, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O problema dos quilos extras é que eles podem levar a quadros graves de saúde como a obesidade. A doença, por sua vez, é capaz de acarretar outros malefícios ao organismo, como hipertensão, problemas cardiovasculares e diabetes. Por todos esses motivos, manter-se bem informado – conhecendo os fatores de risco para a obesidade, suas consequências e medidas preventivas – é o primeiro passo para se cuidar. Afinal, o que comemos e o que fazemos pode atrair, ou afastar, esse problema.

“A obesidade é uma doença caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal. Muitas vezes há alterações metabólicas que dificultam o indivíduo de alcançar objetivos. Daí a necessidade de procurar um nutricionista, pois ele identifica os principais fatores que desencadeiam o processo da obesidade e intervém, individualmente, em cada paciente, realizando educação nutricional junto à outros profissionais”.

Uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos pode controlar a doença, que é considerada crônica. A nutricionista Thayse Cavalcante ressaltou que a prevenção da obesidade desencadeia na conscientização de se aderir um estilo de vida saudável.  “Devem ser evitados alimentos ricos em gorduras saturadas e carboidratos simples, como frituras, industrializados, açúcares, refrigerante, entre outros. Os alimentos que devem ser incluídos diariamente são os naturais como frutas e verduras, grãos integrais, proteínas e gorduras insaturadas como abacate, azeite e castanhas. Todos esses alimentos aumentam nossa saciedade e garantem ingestão de vitaminas e minerais fundamentais para o bom funcionamento do organismo”, salientou.

Também é importante a ingestão adequada de água, segundo informou a nutricionista. “A água, além de aumentar a saciedade, torna o corpo bem hidratado o que auxilia no combate à inflamações e agentes agressores ao organismo, aumentando a imunidade e permitindo que as reações químicas aconteçam de maneira eficaz”,

dicas da nutricionista:

– Todas as escolhas alimentares contam. Comer saudável é uma jornada moldada por muitos fatores;

– Um plano alimentar saudável pode incluir: variedade de legumes, frutas e grãos integrais, produtos lácteos sem gordura ou com baixo teor, alimentos proteicos, nozes, sementes e alguns tipos de óleos;

– Realizar atividades físicas é fundamental, de preferência com acompanhamento de um profissional de educação física;

– Tornar as escolhas saudáveis um hábito para a vida;

– Checar o rótulo dos alimentos;

– Diminuir o tamanho das porções de alimentos;

– Atentar-se aos dez passos para uma alimentação adequada e saudável presentes no Guia Alimentar da População Brasileira.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

COMER DE 3 EM 3 HORAS EMAGRECE?

Comer de 3 em 3 horas emagrece? Saiba a hora certa de se alimentar

Diversos profissionais da área de saúde afirmam que comer de três em três horas é um dos caminhos para emagrecer. Mas será que o nosso corpo precisa da ingestão de alimentos com essa frequência?

Para proporcionar mais bem-estar e qualidade de vida para seus segurados, a MetLife elaborou esse post que vai mostrar se a ingestão de alimentos a cada três horas para emagrecer é mito ou verdade. Afinal, a sua saúde está em jogo.  

Tudo depende da quantidade e do tipo dos alimentos ingeridos

O fato de se alimentar a cada três horas evita que você coma grandes quantidades de uma única vez, mas pouco contribui para o emagrecimento. Comer menos mais vezes ao dia é realmente o mais indicado pelos médicos. 

Para perder peso, é preciso analisar dois fatores: o tipo de alimento que você ingere e a quantidade total de calorias consumidas em um dia. Pouco adianta comer a cada três horas e ingerir muito mais calorias do que seu organismo de fato precisa.

A frequência de refeições deve ser compatível ao gasto calórico

Comer a cada três horas só vai fazer você perder peso se o seu gasto calórico for maior do que o consumo de calorias. Dessa forma, você precisará fazer uma dieta que seja compatível com seu gasto calórico diário. Ou seja, é preciso haver um equilíbrio entre o consumo de calorias e a queima delas.  

Uma ótima dica para aumentar o seu gasto energético diário, é praticar atividades físicas aeróbicas, todos os dias. Para perder peso, os nutricionistas recomendam você consuma entre 500 e 1000 calorias a menos do que seu organismo necessita em um dia. 

Comer a cada três horas para perder peso: mito ou verdade?

Podemos dizer que isso é um mito popular, pois não tem nenhum estudo científico que comprove essa teoria. Muitas pessoas acreditam que o metabolismo corporal fica mais acelerado quando nos alimentamos de três em três horas, o que não é verdade. 

As pesquisas científicas desta área apontam que comer a cada três horas não altera em nada o metabolismo e nem aceleram a queima de gordura. Assim como o jejum ou as refeições menos frequentes também não deixam o metabolismo mais lento. Mas existem controvérsias sobre este assunto. 

Comer todos os dias no mesmo horário é fundamental

Uma das vantagens de se comer a cada três horas é que, de uma certa forma, você acostuma o seu organismo a sentir fome sempre no mesmo horário. Isso ajuda bastante a você organizar um plano de dieta que seja adequado com o seu principal objetivo: emagrecer de forma saudável. 

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Deixar de comer batata não diminui o peso corporal

Batata: tipos, benefícios e formas deliciosas de preparar - Revista Sabores do Sul

Originária da América, a batata é um alimento bastante versátil e pode ser consumida assada, sauté, amassada, cozida, em forma de purê ou na popular versão frita – para citar só algumas das suas possibilidades culinárias. Porém, não é todo mundo que consome esse tubérculo com a consciência tranquila. Afinal, ele é fonte de carboidratos, como o amido, e quando há um excesso, pode estar relacionado ao aumento de peso. É por isso, também, que muita gente se questiona se pode comer batata na dieta.

Essa dúvida também tem intrigado a ciência. E pesquisadores estão investigando se a batata, de fato, tem relação com fatores de risco do sobrepeso ou não. Um dos estudos mais recentes que exploraram essa associação foi publicado pelo periódico Clinical Nutrition. No trabalho, cientistas compararam diferentes formas de cocção da batata, e descobriram que não é toda versão que impacta na obesidade.

Entenda as conclusões dos pesquisadores a seguir e veja se vale a pena dar uma chance ao tubérculo no cardápio.

Pode comer batata na dieta? Engorda ou não engorda?

Os pesquisadores analisaram o consumo de batata por quantidade, tipo de processamento, padrão alimentar geral e qualidade dos nutrientes das refeições em relação à pressão alta e ao Índice de Massa Corporal (IMC). No total, 2.696 participantes com idades entre 40 e 59 anos participaram do estudo.

Não foram encontradas quaisquer associações entre o consumo de batata convencional com o aumento da pressão alta ou do IMC. Nas formas cozida, amassada, assada ou como base alimentar, o tubérculo não mostrou nenhuma consequência nesses fatores.

Falando em batata frita, contudo, foi encontrada alguma ligação entre o seu consumo com o aumento de peso e hipertensão.

Portanto, os cientistas apontam que o método de cocção pode estar mais relacionado a obesidade e suas comorbidades do que a composição do alimento natural. Mas vale ressaltar que mais estudos são necessários para compreender mais a fundo essas associações.

E qual tipo de batata tem mais nutrientes?

O Nutritotal Público Geral comparou três tipos de batata: doce, inglesa e baroa. De todas, a inglesa costuma ser a mais consumida pelos brasileiros. Já a baroa, também conhecida como mandioquinha, guarda um sabor adocicado muito explorado em receitas culinárias. E a batata-doce tem feito fama especialmente entre os atletas.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Toda bebida feita com vegetal é saudável?

Leite vegetal: Conheça as vantagens do leite de soja, de amêndoas e outros  tipos

Consumidas como alternativa ao leite de vaca e de outros animais, as bebidas vegetais ganharam destaque nas prateleiras dos mercados e nas páginas de receitas. Com diferentes origens e sabores, há quem prefira consumir esse tipo de produto, em especial quem tem intolerância à lactose, os vegetarianos e os veganos. Mas será que ingerir bebida vegetal é saudável? Ela é capaz de oferecer os mesmos benefícios à saúde, como a vitamina D e o cálcio, do leite?

Antes de mais nada, é preciso entender a origem das bebidas vegetais. Muitas são provenientes de cereais ou grãos, como arroz, milho, centeio, cevada e aveia. Outras são feitas com oleaginosas, como amêndoas e castanhas. Há, também, as bebidas à base de sementes, como cânhamo e semente de girassol. E, por fim, existe o grupo que se originou das leguminosas, como o amendoim e a soja.

Sabendo essas informações, é preciso ter cuidado na hora de eleger uma bebida vegetal para fazer parte do cardápio. Afinal, cada alimento usado para o preparo pode oferecer benefícios diferentes. Além disso, em alguns casos na versão industrializada os fabricantes acrescentam açúcares e conservantes para deixar o gosto mais palatável, mas daí a saúde pode acabar ficando em desvantagem!

Para fazer a melhor escolha, veja a seguir o que é mito e o que é verdade sobre essas bebidas, segundo as últimas comprovações científicas:

Bebida vegetal é uma opção saudável?

Saiba o que há por trás de cada opção.

Consumir uma bebida vegetal à base de coco ou de arroz pode prevenir doenças no coração

Mito. Cerca de 69 a 76% da energia total encontrada em bebidas de coco são originárias das gorduras, enquanto 89% da energia total da bebida de arroz provém dos carboidratos. Com isso, é possível concluir que a quantidade de gordura saturada no coco é muito alta, o que geralmente está associado a problemas cardiovasculares. Já no caso do arroz, essa opção de bebida é pobre em proteínas e gorduras, visto que o amido é a principal fonte de quase toda a sua energia.

Bebidas vegetais fermentadas podem ser fontes de probióticos para o intestino

Verdade. Após uma análise sobre bebidas não-lácteas – provenientes de leguminosas, cereais, frutas e vegetais, foi possível identificar potenciais fontes de probióticos e prebióticos que ajudam na saúde intestinal. A ciência comprovou que a fermentação dessas matrizes vegetais pode, inclusive, melhorar o prazo de validade e a segurança das bebidas devido aos ácidos orgânicos que auxiliam na digestibilidade.

As opções à base de soja e amêndoa podem ser benéficas para a saúde

Verdade. As bebidas de amêndoas e de soja possuem um alto teor de ácidos graxos importantes para a saúde, sendo significativamente maior em comparação com as gorduras saturadas encontradas no coco, por exemplo. Ambos podem ter efeitos benéficos à saúde no controle de problemas cardiovasculares. Com isso, os cientistas sugerem que a soja e a amêndoa podem ser as matérias-primas ideais para o preparo de uma bebida que substitui o leite de vaca na0 dieta humana. Entretanto, eles também ressaltam que o leite animal ainda é uma fonte muito importante de cálcio, que é necessário ao corpo humano para a manutenção da saúde óssea, especialmente durante a infância e a adolescência.

Crianças não podem consumir bebidas vegetais

Parcialmente verdade. Para crianças até 2 anos de idade, o ideal é oferecer leite materno como opção de refeições intermediárias. Para aquelas um pouco maiores, é preciso ter cuidado com as quantidades de cafeína e açúcares encontradas em algumas bebidas vegetais. Por isso, se for adquirir um produto industrializado, leia os rótulos com atenção para não oferecer opções ricas nesses componentes. Também é importante se atentar a possíveis alergias comuns, como a amendoim e soja. Tirando essas exceções, as crianças podem consumir as bebidas vegetais como qualquer adulto.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Os reais benefícios do kombucha para a saúde

Kombucha: o que é, para que serve e como fazer

Uma bebida feita à base de chá tem se popularizado nos últimos anos entre os mais jovens: o chamado kombucha. Ele nada mais é do que uma versão fermentada de alguns tipos específicos de chás, com um sabor avinagrado. O motivo para tanta popularidade são os supostos benefícios do kombucha para a saúde que têm sido apontados.

De fato, há estudos que indicam propriedades benéficas na bebida, como a presença de vitaminas, minerais e polifenóis. Contudo, é preciso cautela, porque nem todo mundo pode consumir kombucha. Por isso, listamos alguns mitos e verdades sobre a bebida que merecem atenção:

4 mitos e verdades sobre os benefícios do kombucha para a saúde 

Apesar dos bons efeitos no organismo, a bebida não pode ser consumida por todos.

O kombucha pode ser consumido por diabéticos

Verdade. Um estudo feito na Universidade de Sfax, na Tunísia, apontou que a administração do chá de kombucha foi capaz até de induzir efeitos curativos em ratos diabéticos, em especial em funções do fígado e do rim. Porém, mais estudos precisam ser feitos, inclusive testes em humanos, para certificar os potenciais benefícios da bebida para diabéticos.

Gestantes podem tomar

Mito. Uma pesquisa divulgada no Journal of Food analisou que, para a segurança das gestantes, é contraindicado o consumo do kombucha, pois a bebida pode favorecer o surgimento de uma substância chamada heparina, capaz de diluir o sangue e de inibir algumas proteínas no organismo das mulheres grávidas.

A bebida é uma fonte rica em antioxidantes

Verdade. Um estudo feito na Universidade Nacional Chung Hsing, em Taiwan, avaliou que o kombucha é uma bebida rica em compostos fenólicos e atividades antioxidantes. Segundo os pesquisadores, a maior atividade antioxidante foi obtida na mistura da bebida fermentada com chá preto.

O consumo de kombucha pode ajudar na prevenção da obesidade

Parcialmente verdade. Uma pesquisa divulgada pelo periódico Food Chemistry indicou que o consumo moderado de kombucha pode evitar o acúmulo de gordura poli-insaturada, e de oxidação ácida no corpo humano, aumentando a presença de polifenóis que neutralizam os radicais livres. Porém, é importante que você consulte um nutricionista que possa te indicar se o kombucha pode ou não fazer parte do seu plano alimentar antes de colocá-lo na dieta.

Vale ressaltar ainda que sempre é necessário tomar cuidado com a manipulação e a fabricação caseira do kombucha. Se não realizadas de maneira correta, além de não apresentar benefícios, pode significar malefícios às pessoas que farão o consumo.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente 

Cerveja sem álcool, hard seltzer e kombuchá: o que está por trás das bebidas da moda?

11 receitas de drinks para alegrar seu happy hour | Blog do Pão

O mercado de bebidas está sempre lançando novidades. Constantemente há novas opções para aqueles que desejam maneirar no álcool ou se aventurar entre os fermentados. Mas é preciso cuidado. Por trás das novas queridinhas cervejas sem álcool e dos populares hard seltzers (refrigerantes gaseificados com teor alcoólico adicionado), por exemplo, podem estar escondidos ingredientes ricos em açúcar e até mesmo, em alguns casos, pequenas doses de álcool.

Para não cair nas armadilhas da indústria alimentícia, confira a seguir alguns mitos e verdades sobre as bebidas da moda, baseados em estudos científicos:

4 mitos e verdades sobre as bebidas da moda

A cerveja sem álcool não traz riscos à saúde das gestantes

Mito. Por mais que levem o nome de cerveja sem álcool, essas bebidas podem conter teor alcóolico. O Inmetro assegura que esse tipo de produto tenha no máximo 0,5% da substância. Contudo, como não há um nível seguro conhecido de ingestão alcoólica na gravidez, a abstinência dessas bebidas eliminaria qualquer risco de transtorno fetal. Além disso, embora seja provável que a ingestão moderada de bebidas não alcoólicas não seja prejudicial aos bebês amamentados, adiar brevemente a amamentação após o consumo dessas bebidas garantiria que o bebê não fosse exposto ao álcool.

Hard seltzers são mais saudáveis que bebidas alcoólicas puras

Mito. Os hard seltzers misturam refrigerantes com bebidas alcoólicas, e além de manterem os riscos que o álcool pode causar à saúde, também levam a outro problema: o açúcar presente nos refrigerantes. Estudos indicam que o consumo geral de refrigerantes contendo açúcar e cafeína está aumentando drasticamente em todo o mundo, especialmente entre os adultos jovens, e que é preciso diminuir o consumo para melhorar a qualidade de vida global, evitando o risco de doenças como obesidade e diabetes.

O kombuchá pode trazer benefícios à saúde, se consumido com moderação

Verdade. O kombuchá é uma bebida rica em compostos fenólicos e atividades antioxidantes. Segundo os pesquisadores, a maior atividade antioxidante foi obtida na mistura da bebida fermentada com chá preto.

Diabéticos não podem consumir as bebidas alcoólicas da moda

Parcialmente verdade. Por mais que existam riscos no consumo de bebida alcoólica para pacientes diabéticos, quantidades moderadas, como uma dose ao dia para mulheres e duas aos homens, podem ser toleradas. A dica está também na escolha da bebida: prefira vinhos secos e cervejas leves, evite licores açucarados, vinhos muito doces e drinks misturados com adoçantes, como a piña colada.

E se você já tentou de tudo e nunca conseguiu chegar ao corpo dos seus sonhos, vou te apresentar o Crograma de Reeducação Alimentar que já Ajudou Mais de 60.000 Pessoas em 7 Países nos Últimos 2 Anos que Precisavam Reduzir Drasticamente Suas GORDURAS CORPORAIS em poucos dias! Assista ao vídeo abaixo e conheça esse Método que as Influencers usam mas Escondem de Você!!
  • Pague a vista ou parcele no cartão em até 4x.
  • Compra 100% segura!
6 Transformações Impactantes em Seu Corpo nas próximas semanas:
  • Barriga diminue até 12cm por mês 
  • Reduz as dores nas costas
  • Pernas desincham bastante
  • Melhora o diabetes e colesterol alto
  • Redução de peso  (de 5 a 10 quilos)
  • Tira a ansiedade de comer compulsivamente